Informações ao pais

TEXTOS EXPLICATIVOS

Que horas devo chegar?

Convém que se chegue uma horas antes do horário programado do inicio da cirurgia.

Quais documentos devo trazer?

Deve-se trazer os documentos de identificação da criança, bem como a guia do convênio autorizada e todos relatórios e exames complementares realizados.

A cirurgia iniciará na hora programada?

A única cirurgia que começa no horário correto é a primeira cirurgia do dia. O início das cirurgias subsequentes dependerá do andamento das cirurgias anteriores, e a programação se faz pela média de duração das cirurgias.

Por que precisa do jejum?

Durante a anestesia geral ou sedação ocorre a perda do reflexo de tosse. Com isso, pode haver aspiração para o pulmão de alimentos ou secreções do estômago, que pode causar pneumonia grave.
Então, nesses casos, necessita-se que o estômago esteja vazio. Isso consegue por meio do jejum.
Em crianças segue-se o seguinte esquema para jejum:
– água, chá ou água de coco: 3 horas de jejum;
– leite materno: 3 horas de jejum;
– leite comum, outras fórmulas lácteas e sucos: 6 horas de jejum;
– qualquer alimento sólido: 8 horas de jejum.

É normal a ansiedade dos pais?

Obviamente, é natural e compreensível a ansiedades dos pais e familiares. Estranho seria se os pais não estivessem ansiosos.
Para amenizar essa ansiedade, os pais devem estar informados sobre a doença de seu filho e orientados sobre todas etapas do tratamento, inclusive os riscos de complicações. As dúvidas devem ser resolvidas antecipadamente. Também convém que se evitem atropelos de última hora, pois isso pode aumentar a ansiedade, em especial com uma criança em jejum.

Atualmente existe grande preocupação com a humanização nos tratamentos médicos, especialmente nas cirurgias, pois causa grande preocupação das crianças e de seus pais. Por isso, na maioria das vezes tudo é mais ameno que o esperado.

Na maioria dos casos se associa a anestesia geral algum tipo de anestesia local ou regional, para se diminuir a dor no pós-operatório. Isso é denominado analgesia preemptiva. Paralelamente, nas primeiras 48 horas após a cirurgia (fase pior da dor)  se usará dois tipos de analgésicos, que serão prescritos de modo fixo, independente se houver dor. Esses analgésicos irão variar com o tipo de cirurgia.

Algumas cirurgias apresentam maior risco cirúrgico, que denominamos vulto cirúrgico. Atualmente existem normas rigorosas de qualidade para se diminuir o risco de acidentes e complicações. Os pais precisam estar cientes e orientados sobre todos detalhes da doença do seu filho, bem como de todas etapas do tratamento, em especial de for uma cirurgia com um vulto maior.

Existe uma grande preocupação dos pais sobre o repouso dos filhos após a cirurgia. Uma criança maior pode cooperar, porém uma criança pequena é muito difícil  que realize algum tipo de repouso. Por isso, os pais não devem se cobrar ou se preocupar. Devem apenas evitar brincadeiras mais ativas, e devem esconder bola, bicicletas, etc.

Versão para impressão

O que é hipospádia?

Trata-se de malformação do pênis, em que o canal da urina apresenta-se mais para baixo, associado a
encurvamento do corpo do pênis. Há grande variação na apresentação, ocorrendo desde casos menos proeminentes até defeitos complexos.

A cirurgia da hipospádia é simples?

Infelizmente não. Trata-se de cirurgia delicada. Devido à variação anatômica, existem várias alternativas técnicas para correção cirúrgica.

É grande a chance de haver uma complicação e precisar de nova cirurgia?

O resultado do tratamento cirúrgico da hipospádia melhorou muito nos últimos anos. Houve avanços nas técnicas operatórios, bem como no material utilizado. Isso propiciou diminuição das complicações cirúrgicas. Essas complicações são mais comuns nos casos mais graves. Porém, mesmo num caso menos grave, infelizmente, elas também podem ocorrer. A complicação mais comum é a fístula urinária, que consiste no vazamento de urina na nova uretra confeccionada. Por isso, os pais devem estar cientes e preparados para tal.

Quanto tempo meu filho ficará internado?

Normalmente a criança fica internada de um dia pro outro, desde que a criança esteja bem e os pais seguros para cuidar dela em casa.

Meu filho ficará com sonda e curativo por quanto tempo?

A criança sai da cirurgia com uma sonda e com um curativo elaborado. Esse curativo não é trocado. Ele ficará enquanto estiver íntegro, e só será retirado quando estiver completamente solto. A sonda fica no canal da urina de 1 a 2 semanas, sendo que esse tempo pode variar devido a técnica operatória utilizada.

Depois da cirurgia meu filho usará algum medicamento?

Utilizam-se analgésicos fortes nos 3 primeiros dias após a cirurgia, de modo fixo, a dor é pior. A partir do 4º dia os analgésicos devem ser usados apenas se houver dor. De acordo com o caso, pode ser necessário o uso de antibióticos.

FIMOSE (capítulo de livro técnico)

FIMOSE (capítulo de livro de Cirurgia Pediátrica)

FIMOSE (capítulo)

VÍDEOS

Apendicite em Crianças

Tumores na criança

Criptorquia

Hipospádia